domingo, 9 de outubro de 2016

Direto ao Ponto entrevista os vereadores eleitos para a Câmara de Santa Cruz do Capibaribe Irmão Val (SD)

O vereador eleito, Irmão Val (SD) conversou com a reportagem do Direto ao Ponto e comentou sobre a sua eleição em 2016. Sendo uma das maiores revelações do grupo denominado Boca-Preta, Val chegou a votação de 1.091 votos, que lhe garantiram o mandato de vereador para os próximos quatros anos.

Ele considera que os trabalhos que desempenhou nas igrejas, lhe renderam os resultados esperados, e afirmou que irá continuar com os trabalhos sociais. Agradeceu aos amigos pela votação e disse que irá buscar ser um vereador atuante, não só por estar na Câmara, mas de resolver os problemas e ajudar Edson Vieira (PSDB) a administrar a cidade.

Confira os temas abordados na entrevista

45 dias de campanha – O vereador destacou os principais dias de campanha, em que esteve participando de comícios e visitas a possíveis eleitores. Segundo Val, foram dias que mostraram muita luta em busca de sua eleição. “A minha avaliação é positiva, estivemos trabalhando casa a casa, bairro a bairro e pedimos um voto de confiança as pessoas amigas e pessoas que não conheciam. Eu entendo que o resultado desses 45 dias foi positivo e chegamos ao final de nossa campanha com o propósito da vitória”.

Dificuldades e expectativas – Questionado sobre suas pretensões, principalmente no quesito de dificuldades e expectativas. Val afirmou que o valor financeiro e a esperança na vitória foram os diferenciais. “As dificuldades, a principal delas foi o financeiro, quando eu via as campanhas gigantes de alguns companheiros e sabia que não tive o mesmo poder para igualar elas. O sentimento da vitória foi representativo porque me deixou preocupado por não ter dinheiro para ter uma grande campanha, porém a vitória foi bonita, diferente do que ocorreu em 2012 quando fiquei de fora por 87 votos”, disse.

Certeza da vitória – O vereador eleito afirmou que nas visitas e nos movimentos, percebia que a população estava entendendo a sua mensagem e via o entusiasmo da militância. “Vi um entusiasmo nas visitas que tivemos, a alegria de ter sido eleito foi positiva. Alguns dos amigos ficaram chateados porque não houve tempo para visitá-las e, peço desculpas, porque alguns ficaram impossibilitados, mas o povo na rua me deu a confiança na vitória e foi aí que comecei a sentir o sabor da vitória”.

Apoio a Edson Vieira – Irmão Val alegou as benfeitorias da gestão Vieira, que lhe fizeram participar do governo e ter a atenção necessária para crescer na vida pública e ter o aval de Edson para lançar seu nome nas duas eleições que participou. “Os pontos de Edson Vieira que me chamam a atenção é ver que é um homem íntegro, sério e trabalhador. Edson Vieira se resume a trabalho. Diante de uma campanha de calúnias, inverdades e mentiras, e o prefeito conseguiu manter o foco, sem rebater adversários, mesmo diante das flechadas”.

Votação esperada? – Questionado sobre a sua votação, onde obteve 1.091 votos, Irmão Val disse que estava esperando essa mesma votação, tendo em vista que trabalhava na casa dos 1.200 votos. “Nas minhas análises, nós esperávamos essa votação mesmo, trabalhei e nas contas em que eu fazia, dava para trabalha entre 1.000 e 1.200 votos, essa votação representa que a mensagem foi absorvida pela população”, disse.

Bandeira que irá defender – O vereador finalizou a entrevista destacando que irá defender a bandeira dos trabalhos sociais. “Desde 1988, quando entrei na vida política daqui, apoiando outros nomes eu buscava manter os trabalhos sociais, principalmente das igrejas, seja na colocação de sons, iluminação ou montagem de palcos e isso foi reconhecido. Quem trabalha como servo de Deus, a recompensa vem, não preciso bater bombo para ninguém, mesmo com a não-eleição em 2012, não baixei a cabeça e trabalhei nos sentidos religiosos, cooperando nos retiros. Digo ao povo que não espere um vereador covarde, ou só por estar lá 4 anos, vou representar todas as classes sociais vendo a necessidade do povo e solucionar o problema da sociedade santa-cruzense”, destacou o vereador, que assumirá seu mandato em 01 de janeiro de 2017.

Nenhum comentário:

Postar um comentário